sexta-feira, 29 de abril de 2011

ÁLBUM DE FOTOS























































































































































































































































































































































































































































quinta-feira, 28 de abril de 2011

BIOGRAFIA - PARTE LV




PROFISSIONAIS DO FIGUEIRENSE FUTEBOL CLUBE

(Continuação das postagens dos dias 19/12/09, 28/03/10, 28/05/10, 17/07/10, 18/07/10, 19/07/10, 21/07/10, 22/07/10, 23/07/10, 24/07/10, 26/07/10, 27/07/10, 28/07/10, 29/07/10, 30/07/10, 31/07/10, 02/08/10, 03/08/10, 04/08/10, 05/08/10, 09/08/10, 10/08/10, 11/08/10, 12/08/10, 13/08/10, 16/08/10, 17/08/10, 18/08/10, 19/08/10, 20/08/10, 23/08/10, 24/08/10, 25/08/10, 26/08/10, 27/08/10, 31/08/10 , 01/09/10, 02/09/10, 20/09/10, 28/09/10 , 30/09/10, 08/10/10, 13/10/10, 25/11/10, 03/12/10, 06/12/10, 20/01/11, 26/01/11, 03/02/11, 08/03/11, 14/03/11, 15/03/11, 16/03/11 e 07/04/11).



Jogadores que disputaram jogos em competições oficiais pelo Figueirense a partir de 1921.
Técnicos, auxiliares técnicos, massagistas, médicos, preparadores físicos, treinadores de goleiros e dirigentes.
A lista foi obtida a partir de uma pesquisa em jornais e revistas esportivas.

Muitos dados estão incompletos, podendo ocorrer erros de escrita ou confusões de nomes. Escolha a letra inicial do nome do profissional a ser pesquisado, e encontrará : a posição que jogou (atleta), o cargo que ocupou (técnico, auxiliar, preparador, diretor, médico), seu nome completo, data e local de nascimento e período em que atuou no Figueirense.


CLÁUDIO

Cláudio Fugraff

Centro Médio

Clubes: Tamandaré de Florianópolis-SC (1955), Paula Ramos de Florianópolis-SC (1956), Figueirense (1957 e 1958), Avaí-SC (1958 e 1959)

CHOCOLATE

Osmar de Oliveira

Natural: Florianópolis-SC (06/01/1916)

Meia

Clubes: Figueirense (1936, 1937, 1938, 1941, 1947, 1948 e 1949), Atlético de Florianópolis-SC (1940 e 1950), Iris de Florianópolis-SC, Tamandaré de Florianópolis-SC, Avaí-SC (1942, 1943 e 1945), Paula Ramos de Florianópolis-SC (1948 e 1951)

DACICA

Daci Carvalho das Neves

Zagueiro

Clubes: Figueirense (categorias de base 1968 e 1969; profissional 1970), Avaí-SC

Preparador Físico: Avaí-SC (1975, 1979, 1982)

Técnico: Avaí-SC (1978, 1979 e 1984)

DOLLY

Dolly Martins

Natural: Rio de Janeiro-RJ (22/05/1925)

Goleiro

Clubes: Flamengo-RJ (1944 a 1949), Palmeiras-SP, Canto do Rio-RJ (1950), Figueirense (1950 e 1951), Clube Atlético Monte Alegre-PR (1952)

FERNANDO

Fernando Luiz Brederodes Pires

Natural: Recife-PE (07/02/1951)

Zagueiro

Clubes: Flamengo-RJ (1975), Fluminense-RJ (1976), Portuguesa-SP, Figueirense (1978)

JÔNATAS

Jônatas Domingos

Natural: Fortaleza-CE (29/07/1982)

Volante e Meia

Clubes: Inhumas-GO (2000), Tombense-MG (2001), Flamengo-RJ (2002 a 2006 e 2008), Espanyol de Barcelona-Espanha (2006 e 2007), Botafogo-RJ (2009), Ceará-CE (2010), Figueirense (2011)

Jogou pela Seleção Brasileira (2006).

KÁSSIO

Kássio Rinaldo de Lima Gomes

Natural: Recife-PE (23/05/1987)

Meia

Clubes: Santa Cruz-PE (categorias de base 2005; profissional 2011), Sport-PE (categorias de base 2006; profissional 2007, 2008, 2009 e 2010), Figueirense (2009)

TATÚ

Silvio Costa da Silva

Natural: Florianópolis-SC (13/08/1926)

Goleiro

Clubes: Paula Ramos de Florianópolis-SC (1947), Bocaiúva de Florianópolis-SC (1953 e 1954), Avaí-SC (1954, 1958 e 1960), Atlético de Florianópolis-SC, Guarani de Florianópolis-SC (1958), Figueirense (1958 e 1959), São Paulo de Florianópolis-SC (1963)

WESCLEY

Meio Campo

Clubes: Botafogo-RJ (1979 e 1980), Criciúma-SC (1981), Figueirense (1981), Fortaleza-CE (1983)





quarta-feira, 27 de abril de 2011

FATOS E PERSONAGENS DA HISTÓRIA ALVINEGRA




Para gerir o Figueirense Futebol Clube durante o período de 1934/1935, em Assembléia Geral realizada em 2 de junho de 1934, foi solenemente empossada a diretoria do clube:

Presidente de Honra: Manoel F. da Silva

Presidente: Leocádio L. da Conceição

Vice-Presidente: Olavo Exposto

1º Secretário: Antônio Kowalski

2º Secretário: Orlando de Assis

1º Tesoureiro: Antônio M. Barbosa

2º Tesoureiro: Osny José Garcez

Orador: Hugo Pedro Krapper

Diretor Esportivo: Oswaldo Almeida

Capitão do 1º Quadro: Aquino Vieira

Capitão do 2º Quadro: Pedro P. de Oliveira

Procurador: Américo F. da Silva

Conselho Fiscal: Hygino Ludovino da Silva, Francisco A. Kowalski, Alcimiro Ramos, Paulo Dionizio e João Leocádio da Conceição


Figueirense e Avaí disputaram em 11 de junho de 1934 a Taça Riachuelo. A taça, oferecida pelos Oficiais da Marinha, em comissão nesta Capital, foi entregue após o jogo ao vencedor Figueirense. Abaixo, a ficha do clássico:

11/06/1934

Figueirense 4x2 Avaí

Local: Estádio Adolfo Konder, em Florianópolis-SC

Gols: Calico (2) e Leleco (2)

Juiz: Agapito Veloso (SC)

Público: não fornecido

Competição: Amistoso


Em 1962 o Figueirense Futebol Clube conquistou o título do Torneio Início de Profissionais. Na final com o Guarani venceu por 3 a 1, gols de Ronaldo, Sérgio e Julinho.

O time campeão: Djalma; Zori e Jocely; Julinho, Fausto Nilton e Guilherme; Wilson, Sérgio, Ronaldo, Vado e Perereca.

Com esta conquista o Figueirense tornou-se bicampeão, tendo em vista que o título de 1961 também ficou em poder do Alvinegro.


Em 18 de abril de 2004, o Figueirense ganhou o tricampeonato Estadual, ao vencer o Guarani de Palhoça, por 3 a 1, no Estádio Orlando Scarpelli, depois de fazer 1 a 0 no primeiro tempo, com gol do lateral direito Paulo Sérgio, de falta aos 41 minutos. No segundo tempo, o Guarani empatou aos sete minutos. A nova vantagem do Figueirense ocorreu com nova cobrança de falta, por Sérgio Manoel aos 10 minutos e Carlos Alberto, aos 24 fez o terceiro gol sacramentando a conquista do tricampeonato Estadual de Futebol, repetindo o feito de 1935, 1936 e 1937.

O Figueirense jogou com: Edson Bastos; Paulo Sérgio (Simplício), Márcio Goiano, Cléber e Filipe; Jeovânio, Carlos Alberto e Sérgio Manoel; Romualdo, Rodrigo e Fernandes. Técnico: Dorival Júnior.

O Estádio Orlando Scarpelli estava lotado para o jogo final, entre Figueirense x Guarani, recebeu um público total de 21.324 torcedores.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

BALANÇO DO 2º TURNO DO ESTADUAL



O Figueirense foi eliminado do Campeonato Catarinense de 2011 neste domingo, com a derrota por 2 a 0, no Estádio Orlando Scarpelli, para o Avaí FC. Foi a segunda vez que esse time decepcionou a sua torcida.

Assim como fez no Turno, quando perdeu em casa por 1 a 0 para o Criciúma EC, o Figueirense perdeu novamente uma decisão no seu estádio. Desta vez, porém, a dor foi maior - não conseguiu a classificação para a Final, saiu de campo eliminado da competição e vê o rival com chances de chegar ao título.

O time Alvinegro chegou à Semifinal do Returno com a vantagem de jogar em casa e podia empatar que estaria classificado para a Final. Com a derrota, o Figueirense está fora da disputa do título Estadual e só volta a jogar dia 22 de maio, pelo Campeonato Brasileiro da Série A, contra o Cruzeiro, em Florianópolis.

Mesmo atuando dentro do Estádio Orlando Scarpelli, o Figueirense foi um time sem vibração, sem vontade, sem raça e sem coração.

Abaixo, um resumo da campanha do Figueira no Returno do Campeonato Catarinense de 2011:


PG = 20

J = 10

V = 6

E = 2

D = 2

GP = 22

GC = 10

SG = 12






quarta-feira, 20 de abril de 2011

CAMISAS DO FIGUEIRENSE

A coleção de fotos abaixo mostra a mudança do uniforme do Figueirense Futebol clube ao longo dos anos. O verde (da figueira) foi adotado a partir de 1975.

Compare como era nos anos de 1924 e 1985 e como é nos dias de hoje.
















































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































terça-feira, 19 de abril de 2011

MEU JOGO INESQUECÍVEL



O maior Site informativo não-oficial do Figueirense Futebol Clube, meufigueira.com.br, apresenta nesta semana a série "Meu Clássico Inesquecível", espaço no qual todos os torcedores alvinegros, os que escrevem no Site e os que o leem, podem escrever sobre seu clássico inesquecível. A intenção do meufigueira.com.br é motivar o torcedor do Alvinegro para a grande decisão do próximo domingo entre Figueirense x Avaí, pela disputa de uma vaga à Final do Returno do Campeonato Catarinense.


A série "Meu Clássico Inesquecível" foi aberta hoje com o relato do jornalista Ney Pacheco.


Recebi o convite do meu amigo Henrique Santos, da equipe do meufigueira.com.br, e também vou participar da série. Vou falar de um jogo que para mim foi inesquecível. Não foi final de campeonato, foi apenas um amistoso. Mas o clássico do dia 20 de agosto de 1995 foi o jogo que mais marcou, pois foi o dia que o volante Belmonte, do Avaí, provocou a torcida do Figueirense e se deu mal.


A história que contarei ao Site meufigueira.com.br, estou postando hoje no meu Blog também para os meus leitores:




MEU JOGO INESQUECÍVEL: RELEMBRO O CLÁSSICO DO DIA 20/08/1995


O jogo inesquecível para mim foi o primeiro decidindo a Taça Ponte Hercílio Luz, que ganhamos por 4 a 0, lá na casa deles. O dia 20 de agosto de 1995 ficou gravado na minha memória, especialmente por causa dos três gols do atacante Toto - não é sempre que acontece um jogador marcar três gols em um clássico, e o atacante Toto, catarinense de Jaraguá do Sul, entrou para a história do clássico, naquele dia, ao marcar três gols na mesma partida contra o Avaí. Aquele jogo também foi especial pelas provocações por parte dos jogadores. O volante Belmonte, do Avaí, comprou 3.000 lencinhos para a torcida do Figueirense enxugar as lágrimas. Ele dizia que a torcida alvinegra iria chorar. No final do jogo, o atacante Toto mandou perguntar para o volante Belmonte, o que ele iria fazer com os 3.000 lencinhos que comprou para distribuir para a torcida do Figueirense ? Belmonte não respondeu.


O Figueirense massacrou o Avaí com uma vitória histórica de 4x0. No primeiro tempo, Toto marcou aos 3 minutos (de cabeça) e aos 19 minutos (também de cabeça). No segundo tempo, Toto fez mais um, aos 3 minutos (chute de fora da área) e Biro-Biro, aos 23 minutos, fechou o placar. Logo após o quarto gol, a maioria da torcida do Avaí deixou o estádio.


Naquele dia o Figueirense promoveu a estreia do técnico Nasareno Silva, que escalou o time com: Rogério; Felício, Ion, Solis e Coutinho (Sandro); Gilmar Serafim, Oliveira, Biro-Biro e Barbosa (Ricardo), Toto (Pedrinho) e Jairo Lenzi.


Após a vitória por 4 a 0 no primeiro jogo válido pela Taça Ponte Hercílio Luz diante do Avaí, o Alvinegro precisou apenas de um empate para ficar com a Taça. E com o 0x0, no segundo jogo (22/08/1995), a Taça Ponte Hercílio Luz ficou no Estádio Orlando Scarpelli.


Assisto jogos do Figueirense desde 1979. Vários clássicos são memoráveis. Mas esse jogo foi emocionante e inesquecível, eu estava lá e vi o show de bola do Figueirense. Foi de arrepiar ver os torcedores alvinegros sairem da Ressacada cantando: "Explode coração na maior felicidade, que lindo o meu Figueira contagiando e sacudindo esta cidade".



O Site meufigueira.com.br é o mais visitado, com as melhores notícias e informações sobre o Figueirense Futebol Clube. É o melhor sobre o Figueirense na internet. A equipe do Site é formada por Diego Simão, Henrique Santos, Filipe Sueiro, Ney Pacheco, Rafael Ziggy, Rafael Antunes, Renato Moura Ferro e Tadeu Meyer, torcedores alvinegros que sabem tudo sobre o Figueirense. Faça uma visita ao Site.






segunda-feira, 18 de abril de 2011

RAPIDINHAS...


O clássico da Semifinal do Returno do Estadual mudou de horário. Passou das 16 hs para às 18hs30min do próximo domingo.


Já foram dois clássicos neste ano: um empate e uma vitória do Figueirense.


O técnico Jorginho superou a campanha do ex-técnico Márcio Goiano. No Returno, em oito jogos no comando do Figueirense, Jorginho conquistou 70,8% de aproveitamento. No Turno, sob o comando de Márcio Goiano, foram 59,3% de aproveitamento.


O sorteio da arbitragem para o clássico acontecerá na 4ª feira, em virtude do feriado prolongado.


Se vencer o Returno o Figueirense terá pela frente o Criciúma EC nas Finais. Como tem melhor campanha na classificação geral, se o Figueirense for para a Final do Estadual, decidirá a partida de volta no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.


O histórico de violência recente de torcedores do Avaí é assustador. Mesmo assim, o Figueirense Futebol Clube é contra a idéia de torcida única nos clássicos de Florianópolis. Por sua vez, preocupado com os atos de violência e impunidade, o presidente do Avaí Futebol Clube, Dr. Zunino, é defensor da torcida única nos clássicos.


Em time que está ganhando não se mexe ? Mas como deixar de fora jogadores como Roger Carvalho, Maicon e Heber ? Diante dessa situação o técnico Jorginho ganhará uma "boa dor de cabeça" para montar o time para o clássico. Os três estão liberados pelo departamento médico e podem jogar no domingo.


A 3ª edição da Taça Eletrosul de Futebol vai esquentar ainda mais a disputa deste domingo. A Eletrosul, patrocinadora de Figueirense e Avaí, entregará ao vencedor do clássico mais uma taça. O Figueirense já faturou as outras duas edições. É bom lembrar que em caso de empate, ganha o clube mandante.


Breitner, expulso contra o Brusque (16/03) e Coutinho, expulso no jogo diante do Marcílio Dias (20/03), serão julgados nesta terça-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SC) e correm o risco de serem punidos com um jogo de suspensão.


Figueirense x Avaí, neste domingo, na decisão da vaga para a Final do Returno do Campeonato Catarinense promete superar todos os públicos deste Estadual. No primeiro clássico do Turno, 18.617 torcedores foram ao Estádio Orlando Scarpelli ver o jogo que terminou em 2 a 2. Até aqui, é o maior público do Campeonato Catarinense.


O Figueirense vem de uma sequência de quatro jogos sem derrota. Enfrentou três postulantes ao título e um rebaixado. Venceu a Chapecoense por 2 a 1, o Avaí por 1 a 0, o Criciúma por 3 a 2 e o Imbituba por 6 a 0.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

RECORDAR O PASSADO






Em sessão da Assembléia Geral realizada no dia 1º de janeiro de 1933, foi empossada a Diretoria que geriu os destinos do Figueirense Futebol Clube durante o ano de 1933. Presidente de Honra: Comandante Fernando Cochrane; Presidente: Domingos José da Silva; Vice-Presidente: Manoel Brigidio da Silva; 1º Secretário: Emidio Cardoso Júnior; 2º Secretário: Pedro Xavier; 1º Tesoureiro: João Domingos da Silva; 2º Tesoureiro: Ubaldo Abraham; Orador: José de Diniz; Comissão de Sindicâncias: Euclides Lopes, Orlando Brasil e Jaime Abraham

Em 12 de junho de 1933, a bordo do Navio "Max", seguiu para Laguna-SC uma delegação do Figueirense Futebol Clube que naquela cidade jogou com o Hercílio Luz FC de Tubarão-SC. Junto com os jogadores, seguiram para Laguna os dirigentes Domingos José da Silva (Presidente do clube), Roberto Oliveira, Emídio Cardoso Júnior, José de Diniz e Hugo Meyer. O jogo foi disputado no dia 13 de junho e o Figueirense venceu o Hercílio Luz por 2 a 1. Gols de Fulvio e Paraná.

O Figueirense já disputou uma taça oferecida pelo rival. Em 16 de julho de 1933, o Avaí Futebol Clube promoveu um Festival Esportivo em que tomaram parte doze agremiações de futebol, de Florianópolis e do Interior do Estado. Vários prêmios, troféus e placas, foram disputados neste Festival. Figueirense e Clube Atlético Catarinense de Florianópolis disputaram o Troféu Avaí. Com a vitória ( 3 a 1) o time do Atlético ficou com o troféu.

O time do Figueirense foi o campeão do torneio promovido pela Federação Catarinense de Desportos (FCD) disputado no Estádio Adolfo Konder, em 13 de agosto de 1933, em homenagem ao "Dia do Desportista". Participaram do torneio cinco equipes da Capital: Figueirense, Cruzeiro, Atlético, Tamandaré e Íris.

Orlando Pessi, nasceu em Florianópolis em 30 de agosto de 1935. Jogou no Paula Ramos EC e no Figueirense (campeão da Cidade em 1958). Além do futebol, Pessi também integrou equipes de voleibol e basquetebol. Ele recebeu uma homenagem da Federação Atlética Catarinense, em Honra ao Mérito, pelos serviços prestados ao esporte amador de Santa Catarina. A homenagem aconteceu em 1997, quando ele recebeu a Comenda do Mérito Desportivo do Conselho Estadual de Esportes.

No dia 20 de janeiro de 1991, o Figueirense jogou amistoso no município de Palhoça-SC contra uma Seleção local. A partida, disputada no Estádio Renato Silveira, terminou em 1 a 1 e o Figueirense recebeu uma homenagem especial, um belo troféu oferecido pelos organizadores do amistoso. O gol do Alvinegro foi marcado pelo atacante Adenir. O time do Figueirense: Peçanha; Edinho, Olavo, Meira e Marcelo; Aroldo, Gilmar Serafim, Bolé e Otávio; Osvaldo e Dias. Técnico Valmir Louruz. Jogaram também: Milton, Paulinho, Washington, Pedrinho, Erick, Solano, Adenir e Sandro.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

APÓS PEDRINHO, FIGUEIRENSE VIVERÁ NOVA FRUSTRAÇÃO, AGORA COM LENNY?


Sinto uma certa desconfiança em parte da torcida do Figueirense Futebol Clube quanto a contratação do atacante Lenny. Não quero ser pessimista, mas tenho muito medo de que a esperança dê lugar a frustração.

Aliás, o Figueirense já viveu isso em 2009, quando anunciou a chegada do meia Pedrinho, 32 anos. Ele revelou-se uma grande frustração. O próprio Pedrinho tinha consciência disso.

No dia 19 de janeiro de 2009, o Figueirense confirmou a contratação do meio campista Pedrinho como a principal contratação do clube para aquela temporada, jogador revelado pelo Vasco da Gama-RJ e com passagem pela Seleção Brasileira. Pedrinho veio para o Figueirense, por indicação de seu amigo Edmundo, ex-atleta do próprio Figueirense. Porém, uma série de lesões apagou a sua passagem pelo Alvinegro. Em quase seis meses de contrato, o meia atuou em apenas 11 jogos pelo Alvinegro.

O HISTÓRICO DE PEDRINHO NO FIGUEIRA:


20/01/2009 - O jogador é apresentado oficialmente no CFT do Cambirela.

30/01/2009 - O meia estreia no Figueirense no empate com o Atlético de Ibirama-SC.

05/02/2009 - No clássico com o Avaí, Pedrinho sentiu um estiramento muscular na coxa esquerda.

25/03/2009 - Após um mês e 20 dias, o meia volta na vitória do Figueirense diante do Criciúma, por 5 a 4.

30/04/2009 - Pedrinho sentiu um desconforto muscular, mais tarde avaliado como mais um estiramento na coxa esquerda.

11/05/2009 - Pedrinho é liberado do departamento médico.

23/05/2009 - O meia retornou na partida contra a Portuguesa-SP.

02/07/2009 - Pedrinho retorna ao DM, agora com uma lesão na região plantar do pé esquerdo.

06/07/2009 - Figueirense e Pedrinho iniciam negociações para a rescisão de contrato.

08/07/2009 - Pedrinho e Figueirense chegam num acordo e meia deixa o clube.



A TRAJETÓRIA DE LENNY NO FIGUEIRENSE:

A maior contratação do Figueirense em 2011, o atacante Lenny, 22 anos, foi apresentado no dia 3 de janeiro. Lenny ainda não estreiou. Ele treina separadamente, mas faz um trabalho diferenciado e, por enquanto, não tem previsão de quando irá entrar em campo com a camisa do Alvinegro.

Considerado por muitos uma das maiores promessas do futebol brasileiro, Lenny teve uma grande passagem pelo Fluminense-RJ. Jogou no futebol português e depois voltou ao Brasil, para o Palmeiras-SP, onde conviveu com várias lesões.

Quando chegou ao Figueirense, Lenny estava em fase final de recuperação da última lesão sofrida, ainda no Palmeiras. Ficou no departamento médico do Figueirense realizando fisioterapia e fortalecimento muscular. O primeiro treino de Lenny com a bola veio somente no dia 10 de janeiro. No dia 7 de fevereiro, veio uma nova lesão. Durante um treino, Lenny sofreu um estiramento muscular e retornava ao departamento médico. Depois de se recuperar, quando estava pronto para iniciar os treinamento normais, o atacante sofreu novo desconforto muscular e voltou ao DM no dia 22 de fevereiro. Lenny começou a treinar normalmente na terceira semana de março, mas ainda não está em condições de fazer a sua estreia no Figueirense.

























segunda-feira, 11 de abril de 2011

CAMPEONATO CATARINENSE DE 1932


FIGUEIRENSE CAMPEÃO ESTADUAL DE 1932

Em 1932 o Figueira perdeu o jogo na decisão contra o Brasil. Mas o clube da Capital protestou contra a atuação irregular do atleta José e a FCD anulou o jogo. A nova Final foi vencida pelo Alvinegro por 7 a 3.




O Campeonato Catarinense de Futebol de 1932 foi a 9ª edição do principal torneio de futebol de Santa Catarina.

O Campeonato Catarinense de 1932 foi vencido pelo Figueirense Futebol Clube. Foi o primeiro título Estadual ganho pelo time Alvinegro.

O esperado encontro do campeão da Capital com o campeão do Interior, em disputa do ambicionado título de campeão Estadual, aconteceu em 8 de janeiro de 1933, no Estádio Adolfo Konder, em Florianópolis. Figueirense Futebol Clube, da Capital, e Brasil Futebol Clube, de Blumenau, pela primeira vez se defrontaram para a disputa do título máximo do futebol catarinense. Com o empate de 1 a 1, no tempo normal, e na prorrogação, 1 a 0 para o Brasil, o time da cidade de Blumenau festejou o título. Porém, a alegria durou pouco tempo. Pouco menos de 96 horas depois do jogo decisivo, a Federação Catarinense de Desportos (FCD) recebeu o protesto do Figueirense. A alegação era que o centro-médio José, do Brasil, jogou de forma irregular. O Brasil teve o título cassado e a Federação marcou uma nova decisão para o dia 22 de janeiro de 1933, também no Estádio Adolfo Konder. Nesse dia, o Figueirense aplicou uma goleada de 7 a 3 nos blumenauenses e ficou com o título de Campeão Catarinense de 1932.


O TIME CAMPEÃO

Carvalho

Getúlio

Zequinha

Perú

Procópio

Diamantino

Pavan

Paraná

Armando

Beck

Calico


JOGO FINAL

22/01/1933

Figueirense 7x3 Brasil de Blumenau

Local: Estádio Adolfo Konder, em Florianópolis-SC

Gols: *

Juiz: *

Público: não fornecido


Obs.: O símbolo * significa que aquela informação não foi encontrada.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

FATOS E PERSONAGENS DA HISTÓRIA ALVINEGRA





Em 29 de junho de 1932, Figueirense e Clube Atlético Catarinense se enfrentaram em partida amistosa no Estádio Adolfo Konder, em Florianópolis. O Figueirense ganhou pelo placar de 4 a 1 e ficou de posse da Taça São Pedro, oferecida por um grupo de torcedores.

Em 30 de outubro de 1932, Figueirense e Avaí disputaram a Taça Carlos Leisner, em amistoso no Estádio Adolfo Konder. Com a goleada de 4 a 1 sobre o rival, o Figueirense ficou com a taça.

Em 15 de novembro de 1932, jogando amistosamente no Estádio Adolfo Konder, o Figueirense venceu o Marcílio Dias de Itajaí, por 3 a 1, e ficou de posse de uma bela taça oferecida pelos Oficiais da Marinha.

José Alberto Alexandre, o popular Detto, 65 anos, fez o hino do Figueirense Futebol Clube na década de 70, aceitando o convite do então presidente do clube, o Major José Mauro da Costa Ortiga. Detto, dividiu a parceria com o amigo percussionista Nego Tuca, já falecido.

Detto também foi jogador (goleiro) das categorias de base do Figueirense.

Um dos maiores goleiros da história do futebol Mundial, Geraldo Pereira de Matos Filho, o Mazzaropi, jogou no Figueirense em 1991.

Mazzaropi é o goleiro que ficou mais tempo sem sofrer gols em toda a história do futebol Mundial, com um total de 1.816 minutos, entre os anos de 1977 e 1978 quando jogava pelo Vasco da Gama-RJ.

O ex-goleiro, hoje com 58 anos, jogou pelo Vasco da Gama-RJ, Coritiba-PR, Grêmio-RS, Náutico-PE e Figueirense. Atualmente é técnico de futebol.

A ASFIG (Associação dos Torcedores do Figueirense) é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 23 de janeiro de 1996. É uma das pioneiras e referência entre as associações de torcedores semelhantes existentes no Brasil.

O objetivo principal da ASFIG é mobilizar os torcedores do Figueirense Futebol Clube para, através de parcerias e patrocínios, angariar recursos que permitam ao clube ampliar o seu patrimônio.

A Gaviões Alvinegros está comemorando 20 anos. É a maior torcida organizada de Santa Catarina. Foi fundada em 7 de abril de 1991. Seu atual presidente é o popular Bola.


quinta-feira, 7 de abril de 2011

BIOGRAFIA - PARTE LIV


PROFISSIONAIS DO FIGUEIRENSE FUTEBOL CLUBE (Continuação das postagens dos dias 19/12/09, 28/03/10, 28/05/10, 17/07/10, 18/07/10, 19/07/10, 21/07/10, 22/07/10, 23/07/10, 24/07/10, 26/07/10, 27/07/10, 28/07/10, 29/07/10, 30/07/10, 31/07/10, 02/08/10, 03/08/10, 04/08/10, 05/08/10, 09/08/10, 10/08/10, 11/08/10, 12/08/10, 13/08/10, 16/08/10, 17/08/10, 18/08/10, 19/08/10, 20/08/10, 23/08/10, 24/08/10, 25/08/10, 26/08/10, 27/08/10, 31/08/10 , 01/09/10, 02/09/10, 20/09/10, 28/09/10 , 30/09/10, 08/10/10, 13/10/10, 25/11/10, 03/12/10, 06/12/10, 20/01/11, 26/01/11, 03/02/11, 08/03/11, 14/03/11, 15/03/11 e 16/03/11)


Jogadores que disputaram jogos em competições oficiais pelo Figueirense a partir de 1921.

Técnicos, auxiliares técnicos, massagistas, médicos, preparadores físicos, treinadores de goleiros e dirigentes.

A lista foi obtida a partir de uma pesquisa em jornais e revistas esportivas. Muitos dados estão incompletos, podendo ocorrer erros de escrita ou confusões de nomes. Escolha a letra inicial do nome do profissional a ser pesquisado, e encontrará : a posição que jogou (atleta), o cargo que ocupou (técnico, auxiliar, preparador, diretor, médico), seu nome completo, data e local de nascimento e período em que atuou no Figueirense.


ADEMIR

Ademir Souza dos Santos

Natural: Porto Alegre-RS (03/07/1953)

Ponta Esquerda

Clubes: Grêmio-RS, Figueirense (1975), Joinville-SC (1976)

AFONSO

Ponta Esquerda

Clubes: Linense-SP (1966 a 1969), Marília-SP (1969 e 1970), Pontagrossense-PR (1971), Atlético-PR (1972), Umuarama-PR (1973 a 1976), Figueirense (1976)

ALAN PATRICK

Alan Patrick Monegat

Natural: São Lourenço D'Oeste-SC (27/06/1983)

Atacante

Clubes: Figueirense (categorias de base 1997 a 2002; profissional 2002 a 2005), Rotherham de Manchester City-Inglaterra (2002), Aachan-Alemanha (2002), Acadêmica Coimbra-Portugal (2003), Araçatuba-SP (2004), Mellipilla-Chila (2005), Fernandez Vial-Chile (2006), Metropolitano de Blumenau-SC (2006), Marcílio Dias-SC (2006), Universidad Concepción-Chile (2006), Guarani de Palhoça-SC (2007), Voclabruck-Áustria (2007), São Gabriel-RS (2009), Juventus de Jaraguá do Sul-SC (2010), São Luiz de Ijuí-RS (2010), Imbituba-SC (2011)

ASPRILLA

Cristiano Luiz Rodrigues

Natural: São Gonçalo do Sapucaí-MG (04/05/1981)

Zagueiro

Clubes: Paulista-SP (1999 a 2004), Goiás-GO (2004), Ankaraspor-Turquia (2004 e 2005), Botafogo-RJ (2005 a 2007), Figueirense (2007 e 2008), Náutico-PE (2009), Guarani-SP (2010), América-RN (2010), Bangu-RJ (2011)

Campeão Catarinense pelo Figueirense em 2008.

BRAULINO
Braulino Luiz Pontes Filho
Natural: Rio de Janeiro-RJ (09/01/1960)

Goleiro

Clubes: Fluminense-RJ (1975 a 1982), Paysandu-PA (1983), Figueirense (1984 a 1987), Blumenau-SC (1988 a 1990), Avaí-SC (1991)

BRUNO OCTÁVIO

Bruno Octávio Jovanelli

Natural: São Caetano do Sul-SP (02/08/1985)

Volante

Clubes: Corinthians-SP (categorias de base 1998 a 2005; profissional 2005 a 2010), Figueirense (2009), Bahia-BA (2010 e 2011)

BRUNO PERONE

Bruno Caldini Perone

Natural: São Paulo-SP (06/07/1987)

Zagueiro e Volante

Clubes: J. Malucelli-PR, Figueirense (2008 e 2009), Mirassol-SP (2010), Xerex-Espanha (2010 e 2011)

Campeão Catarinense pelo Figueirense em 2008.

CABRAL

João Cabral Filho

Centroavante

Clubes: Olaria-RJ (1976), Atlético-PR (1977 e 1978), Bonsucesso-RJ (1978), Madureira-RJ (1978 e 1979), Figueirense (1979, 1980 e 1981), Porto-Portugal (1980 e 1981), Remo-PA (1981)

HUDSON COUTINHO

Hudson José Coutinho

Natural: Florianópolis-SC (18/07/1972)

Preparador Físico

Clubes: Figueirense (categorias de base 2000 a 2003; profissional 2003 a 2008), Guarani de Palhoça-SC (2001), Náutico-PE (2009)

Técnico: Figueirense (interino 2007)

Campeão Catarinense pelo Figueirense em 2003, 2004, 2006 e 2008.

Formado em Educação Física pela UDESC.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

JUVENIL É CAMPEÃO DE TORNEIO NO PARANÁ


Aconteceu nos dias 1º, 2 e 3 de abril, em Campo Largo-PR a 1ª Taça de Futebol Sub-16 Atílio Gionédis, organizada pelos ex-jogadores Leomar e Duda e o Departamento de Categorias de Base do Internacional Esporte Clube, de Campo Largo.

Participaram desta competição, realizada no Estádio Atílio Gionédis, o Internacional-PR, Coritiba-PR , Paraná Clube-PR e o Figueirense de Santa Catarina.

De acordo com a fórmula de disputa, os clubes jogaram entre si em Turno Único e quem somou o maior número de pontos foi o campeão.

O time juvenil do Figueirense conquistou o título do Torneio Quadrangular depois de vencer o Internacional de Campo Largo (8 a 0), Paraná Clube (2 a 0) e o Coritiba (2 a 0). O Figueirense, dirigido pelo treinador Raul Cabral, nos três jogos disputados marcou 12 gols e não sofreu nenhum gol, terminando o torneio com o ataque mais positivo e a defesa menos vazada.

O campeão e o vice-campeão receberam troféus e medalhas e o 3º e 4º lugares, ganharam troféus, alusivos a competição.

Para o juvenil do Figueirense, o torneio amistoso realizado em Campo Largo, distante 30 quilometros da Capital Curitiba, serviu de preparação para o Campeonato Catarinense da categoria, que começa em maio.

terça-feira, 5 de abril de 2011

CADÊ OS CAMPEÕES ?


SAIBA POR ONDE ANDAM OS TÉCNICOS CAMPEÕES CATARINENSES COM O FIGUEIRENSE NOS ANOS DE 1972, 1974, 1994, 1999, 2002, 2003, 2004, 2006 E 2008




Para o torcedor Alvinegro reviver o passado, o Blog fez um levantamento e mostra por onde andam Jorge, Lauro, Lula, Abel, Davino, Benazzi, Júnior, Adilson, Gallo ?

De todos, um já faleceu, um largou a profissão e sete continuam trabalhando com o futebol.

A homenagem do Blog a nove treinadores que deixaram seus nomes gravados na história do Figueirense Futebol Clube. Eles trazem ótimas recordações a todos os alvinegros.


JORGE FERREIRA: Em 1972, com o técnico Jorge Ferreira, o Figueirense conquistou o título Estadual que estava afastado desde 1959 da Capital. Natural do Rio de Janeiro, Jorge Ferreira faleceu em 21 de novembro de 2008, aos 69 anos.

LAURO JOSÉ BÚRIGO: Natural de Cocal do Sul-SC, ficou conhecido como "Velho Bruxo". Foi o mais famoso treinador nascido em Santa Catarina. Foi campeão dirigindo o Figueirense no Campeonato Catarinense de 1974, ano em que o clube era presidido pelo Major Ortiga.

Atualmente, aos 75 anos, trabalha como comentarista esportivo na Rádio Band FM de Florianópolis.

LUIZ CARLOS BEZERRA PEREIRA (LULA): Natural de Olinda-PE, dirigiu o Figueirense em 1994. Fez história no clube levando o Figueira ao título Estadual depois de 20 anos de jejum.

Com 54 anos de idade, seu último clube foi o América-RN, e atualmente está sem clube.

ABEL DE SOUZA RIBEIRO: Mineiro da cidade de Maria da Fé, Abel Ribeiro, tem uma longa história dentro do Figueirense. No clube catarinense, Abel foi jogador, treinador e já assumiu outras funções. Em 1999 dirigiu o time Alvinegro campeão Estadual.

Hoje, com 52 anos, Abel Ribeiro é auxiliar técnico do próprio Figueirense.

ROBERVAL DAVINO DA SILVA: Ele nasceu em Maceió-AL e teve uma passagem marcante pelo Figueirense em 2002 conquistando o título Estadual.

Davino, 57 anos, é o atual técnico do Corinthians-AL.

VÁGNER BENAZZI DE ANDRADE: Em 2002, o Figueirense contou com a experiência do treinador Benazzi para conquistar o título do Campeonato Catarinense. Ele já havia passado pelo Alvinegro quando dirigiu o time em 2001. Na ocasião, Benazzi fez um grande trabalho e levou o Figueirense ao acesso a Série A do Brasileirão.

Natural de Osasco-SP, 56 anos, Benazzi está treinando o time do Bahia-BA.

DORIVAL SILVESTRE JÚNIOR: Técnico bem sucedido, Dorival Júnior teve uma grande passagem pelo Figueirense, clube onde iniciou sua carreira como treinador e conquistou o seu primeiro título em 2004.

Dorival nasceu em Araraquara-SP. Tem 48 anos e é o atual técnico do Atlético-MG.

ADILSON DIAS BATISTA: O Figueirense praticou um bom futebol em 2006, sendo campeão do Estado, fruto do trabalho de qualidade do seu jovem treinador, Adilson Batista.

Adilson, natural de Adrianópolis-PR, 43 anos, é um treinador jovem, mais com muita experiência dentro do futebol, pois foi um excelente zagueiro. Está dirigindo o time do Atlético-PR.

ALEXANDRE TADEU GALLO: Natural de Ribeirão Preto-SP, Gallo foi campeão Estadual de 2008 pelo Figueirense - o último título conquistado pelo clube.

Na atualidade, aos 43 anos, ele treina o Al-Ain dos Emirados Árabes Unidos.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

FIGUEIRENSE GANHA CLÁSSICO E FICA COM A TAÇA ELETROSUL

Mesmo desfalcado de três importantes jogadores (Roger Carvalho, Maicon e Héber), o Figueirense venceu o Avaí, neste domingo, no Estádio da Ressacada, com gol do atacante Reinaldo.

O jogo foi bastante equilibrado no primeiro tempo. No segundo tempo, a torcida avaiana acendeu sinalizadores e logo a um minuto o árbitro teve que paralisar a partida por causa da fumaça que tomou conta do estádio. Foram 17 minutos sem jogo. E quando a bola voltou a rolar, aos 18, Reinaldo pegou rebote de fora da área, de primeira, e acertou um belo chute no ângulo, para festa da torcida alvinegra: 1 a 0. O Figueirense foi mais organizado em campo e com mais posse de bola evitou o empate do time avaiano.

Com a vitória o Figueirense continua na vice-liderança do Returno do Campeonato Catarinense, com 14 pontos, dois atrás da Chapecoense.

Ficha Técnica:

Avaí 0 x 1 Figueirense

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis-SC

Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)

Gol: Reinaldo, aos 18’/2º tempo

Figueirense: Wilson; Bruno (Coutinho), João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Túlio, Pittoni (Fernandes) e Breitner (Wellington Nem); Reinaldo e Wellington. Técnico: Jorginho.


2ª TAÇA ELETROSUL DE FUTEBOL

Com a vitória no clássico o Figueirense conquistou, pela segunda vez, a Taça Eletrosul de Futebol, oferecida pela Estatal ao vencedor.

A Taça Eletrosul de Futebol, que chegou a sua segunda edição, foi criada pela empresa catarinense que patrocina as duas equipes, para homenagear o time vencedor nos clássicos que serão realizados nesta temporada.

No Turno, após 2 a 2 no Estádio Orlando Scarpelli, a Taça também ficou com o Alvinegro. Pelo regulamento, se o jogo acabar empatado a taça fica com o mandante.


FIM DO JEJUM

Com a vitória o Figueirense acabou com um jejum de três anos sem vitórias e de empates seguidos em clássicos. A última vitória alvinegra havia ocorrido em fevereiro de 2008, quando fez 3 a 0 no Avaí, na Ressacada.


A SÉRIE DE JOGOS SEM VITÓRIAS E DE EMPATES SEGUIDOS

10/02/2008 - Avaí 0x3 Figueirense - Estadual (a última vitória)

30/03/2008 - Figueirense 0x2 Avaí - Estadual

05/02/2009 - Figueirense 1x1 Avaí - Estadual

15/03/2009 - Avaí 1x1 Figueirense - Estadual

31/10/2009 - Figueirense 0x2 Avaí - Copa SC

22/11/2009 - Avaí 3x0 Figueirense - Copa SC

04/02/2010 - Figueirense 2x2 Avaí - Estadual

18/04/2010 - Avaí 1x1 Figueirense - Estadual

06/02/2011 - Figueirense 2x2 Avaí - Estadual

03/04/2011 - Avaí 0x1 Figueirense - Estadual (fim do jejum)